Hospital de SP se recusa a colocar DIU em paciente por motivos religiosos– Blogdogesso.com

AJ0KDdUwX2tFkkd1 K3CVxFTyQY21vtEYoptB9K2WKs9jfvUYrGgaanHwAa78QyMenUJ42v7QPbSD0isWTDrjD2s37kOtCj 6K0EZR1xo3tRl7SCpV5113TgkZejcqOPOvt3qQkQITbLi8jTcFW1hgw1200 h630 p k no nu

Lula site 169

A produtora cultural Leonor Macedo viralizou nas redes sociais, nesta terça-feira (23), ao denunciar que o Hospital São Camilo, em São Paulo, se recusou a colocar o dispositivo intrauterino (DIU), método anticoncepcional de longa duração e que é totalmente reversível. Para ela, a unidade de Pompéia teria alegado que não realizaria o procedimento por considerá-lo contrário aos “valores religiosos” da instituição.

“O Hospital São Camilo me ligou para explicar que não realizam procedimentos como DIU e vasectomia, que só inserem o DIU em casos de endometriose grave, mas não como método anticoncepcional. Ele explicou que é uma instituição religiosa e que segue os preceitos da Igreja Católica e do Vaticano”, disse ela.

Em nota, o Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (SindHosp), que representa 51 mil serviços privados de saúde, disse acreditar que, enquanto o hospital não permitir que o paciente arrisque a vida e que o preceito do atendimento emergencial seja atendido, as instituições de saúde têm o direito de implementar suas próprias políticas de atendimento.

Fonte: Diário do Nordeste

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.